Após acidente, homem é salvo pelo Apple Watch

Desde que o Apple Watch Series 4 foi lançado há pouco mais de um ano, foram inúmeros os relatos de casos em que o smartwatch foi crucial para a vida dos seus utilizadores. Hoje, chega-nos mais uma história vinda dos Estados Unidos, onde um ciclista teve a sua vida salva pelo relógio, após uma feia queda no meio da floresta.

O sortudo, Bob Burdett, estava a caminho de se encontrar com o seu filho para realizar um trilho de todo-o-terreno quando sofreu um acidente e acabou por perder consciência. Graças ao Apple Watch, tanto os serviços de emergência como o seu filho foram alertados, acabando provavelmente por lhe salvar a vida.

Se tens um Apple Watch, ativa esta funcionalidade já!

A funcionalidade de deteção de quedas está integrada em todos os Apple Watch Series 4 e Series 5. No entanto, apenas é ativada de fábrica caso o utilizador tenha mais de 65 anos. No entanto, já foi comprovado em diversas situações que esta é uma funcionalidade que poderá ser crucial para utilizadores de todas as idades. Este último relato, é o exemplo perfeito.

Ao detetar a queda acidental de Bob Burdett, o seu Apple Watch enviou de imediato uma notificação para os serviços de emergência e também para o seu filho, que estava listado como um dos contactos de emergência. Esta notificação apresenta também um mapa com a localização aproximada do acidente.

Graças a este mapa, os serviços de emergência foram capazes de localizar Burdett e transportá-lo diretamente para o hospital. Mesmo antes do seu filho conseguir chegar ao local.

Depois de ser transportado para o hospital, o Apple Watch acabou por enviar uma segunda mensagem para os contactos de emergência. Avisando que a sua localização tinha sido alterada, revelando que já estava no hospital.

Toda esta situação torna-se ainda mais impressionante, pelo facto de que desde o momento da sua queda, Bob Burdett esteve inconsciente, acordando apenas já durante o transporte para o hospital.

Ainda que tudo tenha terminado sem danos graves, caso tivesse ficado “abandonado” no local do acidente à espera que alguém o encontrasse, o cenário podia ter sido bem diferente.

Fonte: 4gnews.pt

Compartilhe
Restos mortais de homem desaparecido há 22 anos são encontrados após pesquisa no Google Earth
Jornalista descobre traição por causa de aparelho fitness da Fitbit

Deixe uma resposta