Microsoft desbanca Apple e se torna empresa mais valiosa do mundo

A queda nas ações da Apple nesta sexta-feira levou a Microsoft a desbancá-la como a empresa mais valiosa do mundo, entre as listadas em Bolsa.

Os papéis da fabricante do iPhone caíam 3,9%, negociados a US$ 146,65, após divulgar resultado na véspera que ficou abaixo da expectativa dos analistas. O valor de mercado da Apple caiu para US$ 2,41 trilhões.

A Microsoft subia 1,1% atingindo valor de mercado de US$ 2,46 trilhões.

A última vez que a empresa de Bill Gates destronou a Apple foi no primeiro semestre de 2020, em meio à pandemia de Covid-19.

— Se você está procurando segurança em tecnologia, a Microsoft provavelmente parece uma aposta mais segura para mim do que a Apple. Se houvesse uma desaceleração na economia, eu esperaria que a Microsoft resistisse melhor, porque seus produtos são diversificados em mais empresas — disse o analista da U.S. Global Investors, Michael Matousek.

Balanço da Apple decepciona

O balanço do terceiro trimestre da Apple, divulgado na quinta-feira, mostrou que a empresa teve faturamento de US$ 83,4 bilhões e desapontou analistas, que previam US$ 84,7 bilhões para o período.

O principal motivo para o resultado abaixo do esperado foi o desabastecimento de componentes, sobretudo de semicondutores.

Ainda assim foi um crescimento de 29% na comparação com o mesmo período do ano passado, embora abaixo do esperado.

O lucro líquido foi de R$ 20,55 bilhões, 62,1% acima do mesmo período do ano passado. O relatório trimestral considerou as vendas entre julho e setembro, o que não inclui as vendas do iPhone 13, lançado no mês passado.

A chegada da nova linha nas últimas semanas ajudou a alavancar as vendas, mas analistas têm dúvidas sobre impacto da falta de semicondutores sobre a capacidade da empresa de entregar os produtos nas vendas de fim de ano, que devem ser recordes.

Além da atualização do iPhone, a empresa lançou novos relógios, iPads, computadores Mac e outros itens.

A Microsoft se tornou a segunda empresa de capital aberto dos EUA a atingir um valor de mercado de US$ 2 trilhões, impulsionada por apostas de que seu domínio em computação em nuvem e software corporativo se expandirá ainda mais em um mundo pós-coronavírus.

Suas ações superaram o desempenho da Apple e da Amazon neste ano em expectativas de crescimento de longo prazo para ganhos e receitas e também em expansão em áreas como aprendizado de máquina e computação em nuvem.

A Microsoft subiu mais de 45%, enquanto a Apple subiu cerca de 11% e a Amazon, pouco mais de 1%.

Compartilhe
Banco Inter lança sua própria operadora de celular, a Intercel
Certificado de Segurança em E-commerce não é garantia de compra segura.

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.