Certificado de Segurança em E-commerce não é garantia de compra segura.

Em mês de Black Friday o mercado se agita, empresas querendo aumentar o faturamento (ou apenas pegar um fôlego), enquanto compradores querem conseguir uma pechincha. E quando a gente fala de Black Friday vem logo em mente as compras on-line, principalmente nos sites de varejo eletroeletrônicos, onde smartphones, vídeo games e tvs encabeçam a lista de desejo dos consumidores.

Por conta desse período, várias mídias começam a divulgar sobre os cuidados que se deve ter em compras on-line, para os clientes não caírem em golpes, pois, da mesma forma que as empresas idôneas querem aproveitar a agitação da estação para faturar, os criminosos também querem se aproveitar do período promocional para tentar roubar os, “desatentos”, vamos dizer assim.

O mundo virtual imita o mundo de verdade. Lembra quando você ia com sua mãe no centro da cidade, em véspera de datas comemorativas, onde tinha muita gente na rua, pessoas se esbarrando e aquela confusão toda? Qual era a preocupação? Trazer a bolsa e mochilas das costas pra frente, esconder a carteira, guardar o relógio e apressar o passo. Então, é quase mesma coisa, ficar ligado aos detalhes para não ser uma vítima de bandidos oportunistas.
Portanto, todas as dicas passadas nas mídias são válidas, e recomendamos que você fique atento a elas.

Mas uma coisa que chama atenção quando essas dicas são passadas, é que dão muita importância à certificação digital dos sites. Aquele “cadeadozinho” que fica junto à URL da página, do endereço “www.com.br”. Então, esse cadeadozinho é para sinalizar que o site está em um ambiente seguro, que sua navegação e dados trafegados nesse local estão protegidos, criptografados, dificultando assim que eles sejam capturados e identificados por terceiros.

E por que é correto afirmar que certificado de segurança não é garantia de compra segura? Porque o certificado só garante que os dados trafegados no ambiente do site não serão violados, mas ele não garante nem certifica que o site é autêntico ou que a loja seja confiável. Pode ser uma loja falsa, uma empresa fantasma, que tem um site com certificação de segurança, mas que nunca vai entregar o produto que você comprou no “ambiente seguro” dela.

Como também é correto afirmar que sites sem certificação podem ser seguros e confiáveis, principalmente se eles usam gateways de pagamento de terceiros, como Mercado Pago, PagSeguro, PayPal, dentre outros. Pois a transação da venda é feita no ambiente dessas empresas, e não no site onde você está, efetivamente, comprando. E esse é o cenários mais comum dos pequenos e-commerces, a utilização de gateway de pagamentos de terceiros. Então, mais uma dica para você anotar aí: Verificar se o site que você quer comprar vai finalizar sua compra com uma desses gateways de pagamento populares, ou não. Até porque, todas essas plataformas de venda on-line citadas aí, são criteriosas para aceitação de aberturas de conta e dão a possibilidade de você contestar uma compra feita através deles.

Ah, e por falar em gateway de pagamento, os sites falsos, na maioria das vezes, não usam gateways, e só dão as opções de finalizar as transações através de BOLETOS ou PIX, pois são meios onde o pagamento caem na hora e são mais difíceis de rastrear e contestar. Então, anota aí mais essa dica.

No mais, as demais dicas continuam sendo importantes:
– Verifique se o endereço (URL) do site está correto: www.nome correto da empresa.com.br
– Fique atento a subdomínios, tipo www.americanas.ofertasblackfriday.com.br (nesse caso o site é “ofertasblackfriday.com.br, e não “americanas.com.br)
– Veja se o site tem CNPJ, e se possível, consulte-o na Fazenda: https://servicos.receita.fazenda.gov.br/servicos/cnpjreva/cnpjreva_solicitacao.asp
– Procure por icones de mídias sociais no site, clique e veja as postagens, comentários, etc.
– Pesquise o nome do site ou da empresa no Reclame Aqui: https://www.reclameaqui.com.br/
– Sempre desconfie de preços muito baratos.
– Se você tem dúvida se um preço é promoção ou é apenas a “metade do dobro”, pesquisa o produto no https://www.zoom.com.br/ que ele mostra a curva de preços das ultimas semanas.
– E se você não conseguiu fazer essas verificações e não se sente seguro, NÃO COMPRE.

Obrigado por ter lido até aqui. Se gostou dessa matéria, por favor, compartilhe essa informação com outras pessoas.

 

 

Compartilhe
Microsoft desbanca Apple e se torna empresa mais valiosa do mundo

Deixe uma resposta

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.